Série descobrindo o meu estilo

large

Ultimamente ando pensando muito sobre consumo consciente. Desde o final do ano passado tenho feito um detox nas minhas coisas: livros, objetos, maquiagem e claro… roupas! Não que eu tenha muitas peças. Na verdade, tenho bem poucas coisas se for comparar o meu armário com os da maioria das mulheres ao meu redor.

Já vi vários projetos interessantes, e um dos mais legais é o armário cápsula (saiba mais aqui e aqui) que tem como objetivo principal fazer com que a pessoa use um número limitado de roupas durante um determinado período de tempo, resultando em uma reflexão sobre o consumo e em um maior aprendizado em relação ao próprio corpo e estilo.

Indo por essa vibe, tenho andado pesquisando muito sobre estilo e formas de educar melhor o meu consumo. Tentar entender de uma vez por todas que a minha felicidade não depende daquela peça de roupa nova ou daquele batom que acabou de ser lançado.

Com objetivo de aprender o que comprar e usar, estou desenvolvendo o meu caderno de estilo, onde coloco todas as informações referentes ao meu corpo, características e preferências pessoais para que assim, eu possa descobrir o meu estilo.

Portanto, toda semana farei posts sobre estilo aqui no blog (na TAG #descobrindomeuestilo) falando sobre essa minha conscientização quanto ao consumo e como a definição de estilo pode ajudar nesse processo.

Anúncios

Desafio Mais Cultura 2016

936546_520011008160696_5807208120420036821_n

Esse ano vou me aventurar em uma nova graduação na área de artes: licenciatura em teatro! Hoje foi o meu primeiro dia de aula e para comemorar o início desse novo desafio na minha vida, decidi fazer um desafio cultural que encontrei esses dias passeando pelo Facebook. O desafio está na página Trabalhos em Arte, cultura, comunicação e eventos.

Achei ótimo esse desafio. Além de nos incentivar a fazer mais atividades culturais, muitas dos itens envolvem outras pessoas, ou seja, uma ótima forma de disseminar a arte por aí!

Vamos encarar esse desafio também?

Olá 2016!

large
fonte

Olá pessoas! Finalmente chegou 2016 e com ele aquela vontade de fazer tudo diferente. Eu e mais milhões de pessoas como eu, escrevem dezenas de resoluções em uma listinha que acaba perdida dentro algum livro antes do carnaval. MAS, esse ano, antes de querer emagrecer, juntar dinheiro, sair mais e liquidar todas as dívidas eu gostaria de:

Aprender a gerenciar o meu tempo. Acho que esse é o principal item para conseguir uma vida menos estressante. Se pararmos para pensar, gastamos mais da metade do nosso tempo focados em coisas inúteis.

Tirar a procrastinação do meu dicionário. Como essa pessoa que vos fala é procrastinadora. Será que em 2016 vou conseguir tirar isso do meu ser?

Ter menos coisas. Ando meio sufocada pelas minhas coisas. Lá pelas bandas de novembro, fiz um detox no meu quarto, doando livros, roupas, calçados, pelúcias, decoração e várias outras coisas. Consegui eliminar muita coisa e quero fazer mais ainda. É impressionante como temos a capacidade de acumular tranqueiras. Não quero mais isso. Quero focar no ter e não no ser.

Estar mais presente na vida das pessoas que eu amo. Tenho muita, mas muita dificuldade para interagir com as pessoas que eu amo. Eu tendo a querer ficar sozinha todo tempo. E acabo por muitas vezes, não demonstrando os meus reais sentimentos, o que não é uma coisa boa.

Acho que é isso! Tenham um bom 2016 e quais as suas metas para esses 366 dias?