#02 – É tendência: veludo!

large

Há muito tempo não faço compras por motivos de o-país-está-em-crise-e-não-posso-ficar-gastando-com-bobeiras. Mas, esse detalhe não é um impedimento para eu ficar de olho nas tendências do inverno, e uma das tendências que eu gostei (até certo ponto) foi essa volta do veludo. Achei as composições atuais bem interessantes e até pensei em me permitir comprar uma blusinha de alcinha de veludinho preto para fazer uns looks mais da tendência, mas ainda não tive coragem de gastar com peças de roupas que eu não preciso (já que estou naquela vibe menos é mais). Peguei até algumas inspirações no Lookbook:

01

As blusinhas de alcinha com jeans ficam legais, sozinhas ou sobrepostas. Fora o fato de que eu adoro esse tom de rosa queimado.

02

As saias também ficam legais, mas acho que não arriscaria usar. Uma peça dessas é bem datada, então não teria muito tempo de vida. A moda vai passar e eu ficarei com esse trambolho encalhado.

03

Também achei interessante lançar mão de um mix com colete jeans e camisa, o blazer por cima do vestido e uma peça toda de veludo, como esse vestido da terceira foto. Mas sei lá… essas modas me incomodam porque no fim das contas, as pessoas acabam uniformizadas. Todo mundo igualzinho sem dar espaço para a criatividade.

E vocês? Já aderiram a tendência ou vão deixar passar? Comentem!

O tempo e as realizações

large (1)

No próximo dia 25 irá estrear o filme brasileiro chamado Cora Coralina – Todas as Vidas, que conta a história da escritora brasileira que era doceira e publicou o seu primeiro livro aos 75 anos de idade. Fato este, que não a impediu de se tornar uma das autoras mais importantes da literatura brasileira.

Eu gosto da Cora desde criança, e confesso que no começo era porque eu achava o nome dela bonitinho (Cora Coralina). Mas, foi na adolescência que li realmente alguns de seus poemas e achei incrível. Além do fato de ter descoberto que ela publicou seu primeiro livro já bem idosa. Mas Morena, porque você decidiu escrever sobre isso agora?

Ultimamente ando refletindo muito sobre a vida, sobre a questão das realizações e o peso desnecessário que colocamos sobre os nossos ombros dia-a-dia. A minha geração, a tão falada Geração Y, quer tudo para agora: ser gerente aos 25, o primeiro milhão aos 30, casa, carro, viagens, filhos, família… Infelizmente, essa situação “ideal” não se concretiza na maior parte das vezes, transformando as pessoas em seres frustrados e de mal com a vida, com a certeza de que são perdedores e sem importância.

Quanto mais o tempo passa, mais tenho a confirmação de que tudo na vida vem na hora certa e que aquele sentimento de pressa que todos nós temos só serve para frustrar e nos levar para trás. Não adianta realizar só para dar um check na lista da vida. É preciso aproveitar de forma plena, tendo consciência de cada ação e momento. Enxergar os erros e acertos, aprender com os outros, nutrir boas relações e fazer das suas ações uma ferramenta que possa fazer uma real diferença na sua vida e das pessoas ao seu redor. Se a Cora pensasse assim como nós da geração Y, ela hoje teria reconhecimento?

Kit Higiene – Menininha

IMG_6368

No final do ano passado, recebi uma encomenda muito fofa que era fazer um Kit Higiene de bebê. Eu nunca tinha trabalhado com MDF na minha vida, mas superei o medinho e encarei o desafio de fazer um trabalho cuja as premissas eram utilizar as cores rosa ou lilás e fazer uma bebezinha parecida com a futura mamãe. E lá fui eu colocar a mão na massa. Coloquei todo o meu afinco e carinho nesse trabalho.

IMG_6346

Para confecção do kit, escolhi um tecido lilás com poá bem pequenininho para dar um efeito bem delicado. Para o acabamento utilizei meia pérolas rosas e fitas de cetim na mesma cor do tecido para os laços Channel.

IMG_6382

IMG_6386

IMG_6357

PicMonkey Collage

Deixei os detalhes em rosa para as roupinhas e acessórios da bebezinha e para o forro de dentro dos porta trecos.

O kit é composto por abajur com menininha, bandeja com porta trecos em três tamanhos e porta-fralda. Amei o resultado e a cliente também! *-*

Adeus abril. Olá Maio!

largeMaio chegou. E com ele, as minhas reflexões sobre o andamento que eu estou dando na minha vida esse ano. Tracei alguns objetivos e confesso que estou procrastinando um pouquinho. Tá bom… um bocado. Sabe aquela motivação que te joga para frente e traz energia para você se sentir invencível? Então… ainda não achei! Isso me fez pensar que não temos que esperar que a motivação bata à nossa porta e nos chame para a luta. Somos nós mesmos que criamos a motivação e não podemos esperar por uma coisa que já está dentro da gente. 

Tudo isso é para falar que nesse mês irei propor para mim mesma dez tarefas e me comprometer a cumprir cada uma delas. Acho que vai dar certo. Dividir um objetivo em pequenas metas é a maneira mais correta de se realizar coisas, não é mesmo?

Além disso,  as minhas aulas voltam dia 08 e estarei indo para o quarto período da licenciatura. Também será um mês de preparação para uma coisa muito importante que farei em junho (já estou morrendo de ansiedade).

Sobre abril, tenho três considerações a fazer:

  • Foi aniversário do meu pai no dia 27 e ainda estou pensando no presente dele (ele é a pessoa mais chata para presente, então tenho que pensar muito);
  • Emagreci e agora possuo 58kg! Deveria ter me esforçado mais, mas ando com os meus clássicos problemas gastrointestinais e minha dieta saiu dos trilhos um pouco;
  • E realizei um sonho infantil, que era ser cheerleader! Fiz minha primeira apresentação dia 29 e adorei! Depois vou escrever um post mais detalhado sobre o assunto.

No mais, espero que maio seja muito bom para mim e para as pessoas que eu amo. E tenhamos sempre em mente: quem faz a vida somos nós.