Sobre tirar a responsabilidade do ano novo.

Estamos oficialmente em 2018. O primeiro dia do ano normalmente é um dia que eu gosto muito porque é a prova concreta que as festas de fim de ano se foram e a necessidade de se mostrar feliz e otimista também. E isso é a primeira coisa boa do ano!

Mas, vamos lá. A gente sempre espera alguma coisa do ano novo. Mas, será que o ano  novo não está esperando coisas da gente também? As mensagens que recebemos sempre trazem frases do tipo: “que 2018 traga amor, felicidade, realizações e saúde“. Imagina que louco se a gente tirar, só por um ciclo, a responsabilidade de ter que trazer coisas dos ombros do ano novo e colocar nos nossos? Será que muda alguma coisa? Será que ele não está cansado de ter que trazer tanta coisa para tanta gente? 

Eu parei para pensar nisso porque euzinha deixei nos ombros de 2017 a responsabilidade de realizar inúmeras coisas. Ele até tentou e fez várias coisas legais por mim, mas tantas outras ficaram perdidas pelo caminho. E eu não fiz nada para tentar resgatá-las. Coloquei culpa na crise, na violência, no Temer…

Por isso, decidi dar um descanso ao ano novo e puxar para mim a responsabilidade de trazer a saúde, o emprego, a felicidade e o que mais eu quiser. Eu entendo que é muito mais confortável jogar a batata quente na mão do outro. Mas dizem que é no desconforto que  a gente descobre o quanto podemos ser mais. Vou ali cozinhar as batatas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s