Minha agenda de 2020

Eu sempre fui a pessoa da agenda. Desde pequena eu escrevia as atividades da semana. Quando cheguei à adolescência as agendas ficaram recheadas de frases fofas e fotos da Sandy, Backstreet Boys e do Leonardo Dicaprio (meus ídolos adolescentes).

Depois de adulta, eu resolvi adotar os planners cheio de repartições e áreas legais para organização (eu amava aqueles gringos que eu via na net). Meu primeiro planner mais sofisticado foi o da Paperview (lindo!) e depois tive da A.craft, composto por caderninhos e o planner Soho da Tilibra. Também tive a fase do bullet journal, que foi bem legal porque é uma coisa mais personalizada.

Mas, eu via que todos esses não eram muito funcionais porque muitas vezes eu não utilizava ou esquecia de escrever e fazer o planejamento. Eu não sentia que era muito proveitoso. Aí esse ano, eu decidi fazer a minha agenda/bujo/planner. Desse jeito mesmo, meio que juntando tudo. E vou mostrar como ficou!

Eu dividi minha agenda em quatro grandes áreas: pessoal, agenda, trabalho e geral. Entre as áreas eu fiz a tentativa de exercitar mais a minha caligrafia e o lettering. Eu estou trabalhando a questão da perfeição em mim. Eu sempre quero que as coisas estejam perfeitas. Mas, tentando desconstruir isso em mim. Por exemplo, eu vejo várias coisas erradas nessa frase acima, mas eu tentei não rasgar e jogar fora.

Na aba “pessoal” eu coloquei a página de dados pessoais, registro das coisas legais que irão acontecer esse ano, tracker, roda da vida, controle de combustível, wishlist, dados de concursos que quero fazer, as metas para 2020 (detalhada) etc. São coisas que eu achei interessante de manter e com o tempo vou ver se será válido ou não.

Na agenda, eu decidi não dividir por dias e sim por semana. Eu às vezes não atualizo a agenda e quando chega no final do ano, fica um monte de páginas em branco. Por isso, vou colocar somente as coisas principais da semana, como gastos, pontos importantes e um quadro de análise da semana.

Outro setor da agenda é a parte de trabalho. Atualmente estou trabalhando na área de festas e para ficar mais organizada e ter mais controle sobre os pedidos, o que terá em cada festa etc, eu fiz dois controles: um de fornecedores e outro de colaboradores que atuam em cada festa.

A última aba, foi a de folhas em branco, pontilhadas e pautadas para que eu possa ter liberdade para escrever, desenhar e fazer o que quiser!

Ah! E uma coisa que gostei de ter feito a minha agenda, foi que ao invés de encadernar, eu coloquei argolas que deixam a agenda com muito mais flexível (posso mudar a ordem… tirar folhas… colocar sessões) e também o tamanho que é ideal para a maioria das bolsas. Os planners normalmente são gigantes e pesados. Aí sempre fico com preguiça de carregar. A ilustração da capa fui eu que fiz também! E a capa é de papel kraft e paraná.

E vocês, gostam de fazer trabalhos manuais ou não tem muita paciência para isso?