Término do desafio 101 coisas

Eis que chegou ao fim mais um projeto 101 coisas em 1001 dias (iniciado em 01/04/2015 e término em 27/12/2017). Acho que é a terceira vez que faço esse projeto e logicamente, sempre fracasso, não executando 50% do prometido na lista. O mais interessante desse projeto não é cumprir os itens da lista, mas refletir sobre as nossas decisões, sobre o quanto somos procrastinadores e sobre o quanto ruins somos em traçar objetivos.

A cada versão das 101 coisas, eu aprendo algo. E revendo todos os itens da minha lista, eu aprendi que objetivos muito grandes ao mesmo tempo resultam em zero porcento de aproveitamento. É o vulgo, querer fazer tudo e acabar não fazendo nada. Mas, Morena… isso é óbvio, né? Será que é tão óbvio assim? Será que você aí não está buscando objetivos demais na vida e não dando conta? Será que é por isso que entramos e saímos dos anos com o sentimento de “não fiz nada esse ano”?

Mas enfim, vamos ao meu balanço do projeto! Eu dividi a lista em 12 partes: Saúde & Beleza ♥  Carreira & Estudo ♥  Aquisições ♥ viagens  ♥ Pessoal ♥  Família ♥ Cozinha ♥  Casa ♥ Arte & Cultura ♥ Vida Online ♥  Projetos ♥ Outros. 

  1. Saúde E Beleza (5/10)50% das metas cumpridas. Poderia ser melhor, mas as principais coisas foram realizadas, como tirar os sisos, fazer check-up e atualizar minha carteira de vacinação.
  2. Carreira e estudo (2/12)17% das metas cumpridas. Acho que foi o pior de todos! Nada do que eu me propus a fazer, eu realmente fiz. E as duas que fiz, foram meia boca.
  3. Aquisições (4/8)50% das metas cumpridas. Me desinteressei por algumas coisas, mudei os planos em outras. Mas, não me arrependi das coisas que comprei!
  4. Viagens (3/6)50% das metas cumpridas. Foi nesse item que percebi que colocar muitos objetivos grandes não resultam em nada. Mas, consegui conhecer alguns lugares que planejei e o melhor: fui para o Canadá!!
  5. Pessoal (9/12)75% das metas cumpridas. Opa! Esse foi muito bom! Cumpri quase tudo.
  6. Família (0/3)0% das metas cumpridas. Apenas não tenho o que falar. Fiasco totaaal.
  7. Cozinha (1/5)20% das metas cumpridas. Foi por pura procrastinação. Falta de vergonha na cara mesmo. tsc tsc tsc.
  8. Casa (2/5) – 40% das metas cumpridas. Muitas coisas dependem de dinheiro e não são prioridades. Daí, miaram.
  9. Arte & Cultura (5/14) – 36% das metas cumpridas. Muitas coisas aleatórias e procrastinação mesmo. Algumas não eram reais interesses.
  10. Vida online (2/4) – 50% das metas cumpridas. As únicas metas não cumpridas foram as do blog.
  11. Projetos (3/9) – 33% das metas cumpridas. Eram coisas bobas, mas que foi indo, foi indo… iu!
  12. Outros (6/13) – 46% das metas cumpridas. Triste resultado também.

Resultado geral: (42/101) – 41,6% dos itens cumpridos. 

Mais um fiasco e isso quer dizer o que???? QUE VOU FAZER DE NOVO! Rsrsrsrs. E para variar, vou colocar a lista aqui no blog e continuar tentando cumprir o máximo que puder. 🙂

Anúncios

Retomando o projeto “101 coisas em 1001 dias”

large

Oláaaa! Depois de quatro meses de hiato, eis que dona Morena está dando as caras por aqui. Me assustei quando percebi que já estamos em novembro e daqui a pouco 2017 estará batendo na minha porta. E isso me lembrou uma coisa: meu projeto 101 coisas em 1001 dias termina no final do ano que vem e eu deixei ele paradão. Como a gente procrastina, né? Tudo bem que eu fiz um monte de coisa e não atualizei, mas a maior parte eu ainda nem me mobilizei para executar. Por isso, estou oficialmente informando que sim, minha gente, irei retomar o projeto 101 coisas em 1001 dias! E vou começar atualizando a lista (muita coisa mudou, coisas que não tem mais como realizar etc) nos próximos posts sobre o assunto. Continuar lendo

101 coisas em 1001 dias: #29 concluído!

1

Olá pessoas! Toda quarta-feira irei colocar por aqui o andamento do meu projeto 101 coisas em 1001 dias! Já estou com alguns itens concluídos e hoje vou falar do item #29, que é o “trocar meu iphone por um mais novo”.

Na verdade, eu não iria trocar o meu antiguinho por um mais novo tão cedo, mas a cada dia o meu antigo, que era um 4s de 8GB, estava piorando. Caí na besteira de atualizar o sistema e aí já sabem… começou a travar mais que jumento em dia de sol quente. Daí, tomei coragem e me dei de presente de aniversário, um Iphone 6. Pensei na usabilidade a longo prazo e por esse motivo escolhi um com uma memória maior (64GB). Assim, acredito que poderei utilizá-lo por mais tempo.

4

Estou adorando e até já me acostumei com o tamanho (antes eu achava muito grande, e olha que nem é o plus). Além disso, a principal diferença que vi foi a câmera, que realmente é muito boa. Vale à pena cada moedinha investida!