#02 – É tendência: veludo!

large

Há muito tempo não faço compras por motivos de o-país-está-em-crise-e-não-posso-ficar-gastando-com-bobeiras. Mas, esse detalhe não é um impedimento para eu ficar de olho nas tendências do inverno, e uma das tendências que eu gostei (até certo ponto) foi essa volta do veludo. Achei as composições atuais bem interessantes e até pensei em me permitir comprar uma blusinha de alcinha de veludinho preto para fazer uns looks mais da tendência, mas ainda não tive coragem de gastar com peças de roupas que eu não preciso (já que estou naquela vibe menos é mais). Peguei até algumas inspirações no Lookbook:

01

As blusinhas de alcinha com jeans ficam legais, sozinhas ou sobrepostas. Fora o fato de que eu adoro esse tom de rosa queimado.

02

As saias também ficam legais, mas acho que não arriscaria usar. Uma peça dessas é bem datada, então não teria muito tempo de vida. A moda vai passar e eu ficarei com esse trambolho encalhado.

03

Também achei interessante lançar mão de um mix com colete jeans e camisa, o blazer por cima do vestido e uma peça toda de veludo, como esse vestido da terceira foto. Mas sei lá… essas modas me incomodam porque no fim das contas, as pessoas acabam uniformizadas. Todo mundo igualzinho sem dar espaço para a criatividade.

E vocês? Já aderiram a tendência ou vão deixar passar? Comentem!

Anúncios

#01 – É tendência: meia arrastão

large-1

Já faz algum tempo que eu não acesso o Lookbook, que durante muito tempo foi a minha rede social preferida para saber das tendências de moda. E foi em um momento de “não-sei-o-que-fazer-para-passar-o-tédio“, que decidi entrar na minha conta para ver o que tava rolando de novo e para minha surpresa, me deparei com a velha e boa meia arrastão!

01

Vi vários looks interessantes por lá e fui dar uma pesquisada mais a fundo. Achei bem interessante a forma com que ela está sendo usada nas composições: por baixo da calça jeans rasgadinha, com o cós aparecendo ou com short/saia mesmo. Eu particularmente a usaria por baixo de calça com poucos rasgos, para ficar mais sutil, sabe? Acho que eu me sentiria meio fantasiada ou querendo parecer adolescente colocando short/saia + meia. A idade chega para todos e gosto de ter um pouco de senso, mesmo seguindo a regra do “uso o que quiser”. 😛

02

Para quem gosta de uma pegada mais rocker, a arrastão vai ser uma mão na roda porque ela passa essa imagem sem esforço! Será que essa tendência terá muita aderência por aqui? Quem aí arrisca?

#01 Definindo meu estilo: meu tipo de corpo e as regras não tão seguidas

image6

Eu estava refletindo esses dias em como a gente muda à medida que envelhecemos. Não falo somente da parte física da coisa, mas nas nossas ideias, pensamentos e a forma de levar a vida. Eu, ultimamente ando mudando a forma com que eu encaro a questão do consumo. Quando tinha vinte e poucos anos, achava que a quantidade era o que mais importava e saia comprando dezenas de blusinhas e acessórios. Agora, dez anos depois, ando muito mais seletiva e quase não compro mais as coisas por impulso. Essa minha busca pelo consumo consciente despertou a vontade de conhecer melhor o meu corpo, o que fica melhor em mim e o que me deixa feliz.

Existem basicamente, cinco tipos de corpos (como podem ver, na ilustração acima), o meu é o chamado formato pêra. O formato pêra é aquele que a largura do quadril é maior que a largura dos ombros e as pernas são mais grossas (Confesso que aprendi a aceitar meu corpo. Acho mais bonito pernas longas!). Lendo sobre esse tipo de corpo, vi que deve-se chamar atenção para a parte de cima do corpo e neutralizar a parte inferior. Porém, umas das coisas que eu mais amo, que são as saias mais amplas, são uma heresia para esse formato. E aí? A gente deve deixar de usar alguma coisa que nos faz bem, por causa de convenções sociais?

Eu adoro pregas, saias godê e rodadas. E vou continuar a usar, tendo quadril largo ou não. Acredito que a moda foi feita para nos fazer bem e não para impor isso ou aquilo. Mas, se conhecer e conhecer alguns truques na moda ajuda muito no consumo.Atualmente, busco comprar peças que favoreçam o meu corpo, mas nunca esquecendo do meu gosto pessoal e do que me faz feliz. 

E vocês? Como lidam com a moda? Acham que o auto conhecimento ajuda no consumo consciente? Já deixou de usar alguma coisa só porque a moda “diz” que é errado? Comentem! 🙂

#outfit04: Estrelinhas P&B

IMG_5458_edited04

Esses dias eu estava assistindo um vídeo no canal da Lu Ferreira, o Chata de Galocha, e ela começou a falar sobre looks do dia. Em um momento ela comentou sobre o primeiro look dela e que a foto foi feita dentro do quarto dela, com tripé e bem amadorzão, bem diferente das produções mega profissionais de hoje em dia que as blogueiras costumam fazer. E isso me fez refletir sobre uma série de assuntos.

Eu comecei a acompanhar esse mundo de blog e Youtube lá em 2008 e fui acompanhando a evolução desse mercado,  do amador para o sofisticado. Confesso que gostava muito mais quando cada post era mais pessoal. A Glamourização das blogueiras (que eu acho muito legal, principalmente para as meninas que eu acompanho desde o começo) tirou a característica mais interessante desse mundo: a proximidade com a vida real.

Adoro saber as tendências e as fotos inspiradoras de cada uma delas, mas elas acabaram se transformando nas  celebridades inalcançáveis, como as modelos, cantoras e atrizes de Hollywood que sonhávamos em ser antigamente.

Mas, eu sou uma pseudo-blogueira, e gosto de usar essa história de outfit para deixar registrado as variadas possibilidades que posso lançar mão com as minhas peças. Essa semana mesmo eu estava naquela crise do não-tenho-roupa-só-tenho-lixo, e na verdade, não é verdade! Tenho peças suficientes, só que não aproveitadas. Acabo usando as mesmas meia dúzias de roupas de sempre e esqueço do restante do guarda-roupa.

Então, o registro de hoje vai para o roupinha que  utilizei para ir almoçar com a minha avó. Coloquei meu vestido P&B com a padronagem de estrelinhas e minha sapatilha inspirada naquela do valentino (ainda não tenho dinheiro coragem para pagar R$5.000 em uma!).

BHPJ8215Vestido, C&A | Sapatilha inspired, Azurra | Relógio, Casio.

Outfit: Listras!

 

OYLU9657

Olá! Ainda estou viva e não abandonei o blog! Meus planos de atualizar meu fofinho aqui foram exterminados quando as minhas aulas da licenciatura começaram. São tantas coisas para ler e fazer que estão tomando as últimas porcentagens de horas vagas que eu tenho. Mas como sou brasileira e não desisto nunca… Eis que estou aqui escrevendo um postzinho sobre o outfit usado por mim hoje, neste domingo ensolarado e calorento.

Para ir para casa da vovó resolvi colocar essa blusinha que encontrei na Leader (listras estão dominando a minha vida. É sério… Tá tenso!), um short jeans e sapatilhas. Não sei se é só a minha impressão, mas listras são uma padronagem que deixa a pessoa automaticamente mais estilosa e arrumadinha.

A cara de acabada é a falta de 8 horas de sono! Rsrsrs

estou usando

Blusa: Leader | Short: Le Lion | Sapatilhas: Sonho dos Pés

Série descobrindo o meu estilo

large

Ultimamente ando pensando muito sobre consumo consciente. Desde o final do ano passado tenho feito um detox nas minhas coisas: livros, objetos, maquiagem e claro… roupas! Não que eu tenha muitas peças. Na verdade, tenho bem poucas coisas se for comparar o meu armário com os da maioria das mulheres ao meu redor.

Já vi vários projetos interessantes, e um dos mais legais é o armário cápsula (saiba mais aqui e aqui) que tem como objetivo principal fazer com que a pessoa use um número limitado de roupas durante um determinado período de tempo, resultando em uma reflexão sobre o consumo e em um maior aprendizado em relação ao próprio corpo e estilo.

Indo por essa vibe, tenho andado pesquisando muito sobre estilo e formas de educar melhor o meu consumo. Tentar entender de uma vez por todas que a minha felicidade não depende daquela peça de roupa nova ou daquele batom que acabou de ser lançado.

Com objetivo de aprender o que comprar e usar, estou desenvolvendo o meu caderno de estilo, onde coloco todas as informações referentes ao meu corpo, características e preferências pessoais para que assim, eu possa descobrir o meu estilo.

Portanto, toda semana farei posts sobre estilo aqui no blog (na TAG #descobrindomeuestilo) falando sobre essa minha conscientização quanto ao consumo e como a definição de estilo pode ajudar nesse processo.